Arlindo Reis

Arlindo Reis1


Feeds da Comunidade / 18/10 11:30

29º Domingo do Tempo Comum, Santa Missa na Comunidade do Divino Espirito Santo

Cumpramos o amor de Deus onde quer que estejamos

“Jesus, então, lhes disse: ‘Dai pois a César o que é de César, e a Deus o que é de Deus’” (Mateus 22,21).

Para Jesus é muito importante que cada coisa esteja no seu lugar e que, acima de tudo, não deixemos de cumprir nossas obrigações. Nem por causa daquilo que são nossos deveres no mundo e na sociedade, deixemos de amar a Deus; nem porque amamos a Deus, porque a nossa vida é toda d’Ele, deixemos de cumprir nossos deveres, obrigações e responsabilidades.

Precisamos, de fato, sermos coerentes na vida, precisamos testemunhar amando a Deus sobre todas as coisas e cumprindo nossos deveres e responsabilidades na sociedade, no mundo em que estamos.

Em primeiro lugar, amarmos a Deus de todo o nosso coração. Quando amamos a Deus e a primazia do amor d’Ele está em nós, cumprimos para com Deus os nossos deveres. Nosso primeiro dever é de gratidão, de reconhecimento ao amor e a bondade para Aquele que nos criou à Sua imagem e semelhança. A Ele nos voltamos reverentes, a Ele nós adoramos e glorificamos.

Tornemo-nos cristãos cada vez mais conscientes de que o amor a Deus deve guiar nossa vida a cada dia
Não posso imaginar um cristão que não viva uma vida de oração diária, que não tenha o compromisso de orar, de voltar-se para Deus pelo menos três vezes ao dia. Não posso imaginar um cristão, um filho de Deus que, aos domingos, não presta culto ao Senhor, que não guarde o dia do Senhor e, dos sete dias da semana, não reserve um para o culto a Deus; mas reservado de verdade, para estar de coração participando por inteiro, porque, se você vai por obrigação, com a cara amarrada, olhando para o relógio o tempo inteiro, está lá com o corpo na Igreja e com a cabeça em outro lugar, vendo que hora essa Missa vai acabar, porque você tem outras coisas para fazer… Não sei se isso é amor a Deus ou que tipo de amor você presta a Ele.  

Dar a Deus o que é de Deus é dar, é ser justo. É ser justo para Aquele que é puro amor e bondade para comigo. É ser grato, é louva-Lo, bendizê-Lo, glorifica-Lo, é dar ao Senhor todo amor do meu coração.

Um cristão vive e convive em sociedade, ninguém vive neste mundo sozinho. No mundo em que estamos, temos direitos, mas temos deveres e obrigações. Dar a César o que é de César é dar a este mundo o que cabe a esse mundo.

O que me cabe ser neste mundo? Um cidadão responsável e consciente. É muito incoerente alguém ser de Deus, ir para a Igreja, louvar o Senhor, mas não pagar os impostos, fugir das suas obrigações e responsabilidades, cometer fraudes, roubos e enganos. É incoerente ser de Deus e não cumprir com as minhas obrigações. Podemos até discordar, acho que em muitos lugares os pedágios são muito caros, eu posso discordar, mas não posso deixar de pagar. Alguns impostos e coisas do mundo e sociedade em que estamos, nós discordamos, mas não podemos deixar de cumprir nossas obrigações civis e nossas responsabilidades no mundo em que estamos.

Que nos tornemos cristãos cada vez mais conscientes de que o amor a Deus deve guiar nossa vida a cada dia e, com o amor de Deus em primazia na nossa vida, cumprirmos nossos deveres, responsabilidades e sermos bons cidadãos cumprindo o amor de Deus onde quer que estejamos.

Deus abençoe você!